Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Mudar de casa #4 - CPCV

por C.C., em 29.03.19

agreement-blur-business-261679-800x481.jpg

Hoje foi dado mais um passo importante no processo de mudança em que me envolvi, hoje demos um passo em frente e com um simples documento assinado, garanto assim o terreno onde terá lugar a construção do meu sonho!
Hoje assinei o contrato promessa de compra e venda do terreno!
Já não falta tudo!
Mas ainda falta tanto...
Bom fim de semana!

 

publicado às 22:46

Cafeína...

por C.C., em 28.03.19

eb25ac30b5bb3f5e60994aecd74527f3.jpg

Não sei como funciona convosco, mas eu preciso do meu café da manhã para acordar!

Ainda mais agora que com todo este stress do processo da venda do apartamento, compra do terreno e construção da casa, as minhas noites tem sido atribuladas com insônias e pesadelos! (Eu sou assim...já não tenho cura!)

Vai daí o café da manhã se já era meu amigo, agora passou a ser o meu melhor amigo!

E vocês? Viciados também?

publicado às 07:55

michael-jackson-1116602_w767h767c1cx368cy306.jpg

Terá sido a vida do malogrado artista um verdadeiro "Thriller", assente constantemente numa atmosfera de mistério? Ou de terror, devido às acusações de pedofilia que tantas vezes lhe foram redireccionadas?

Muitas dúvidas que agora são levantadas num documentário lançado nos EUA onde Michael Jackson é mais uma vez acusado de pedofilia por dois homens que em tempos negaram estas acusações, mas que hoje em dia lhes dá jeito voltarem a colocar o dedo na ferida!
Produzido pela HBO, o documentário Leaving Neverland conta a história dos alegados abusos sexuais de Michael Jackson a Wade Robson e James Safechuck.
Numa frase, Leaving Neverland é um relato impressionante com detalhes mórbidos. Com quatro horas de duração, existem muitos pormenores sobre os relacionamentos que os rapazes e as suas famílias tiveram com o rei da pop. Diz quem assistiu, é impossível ficar indiferente!
Ainda assim existem muitas incongruências nos relatos feitos, principalmente por Wade Robson que em 2003 negou qualquer tipo de contacto físico com o cantor, confirmando assim o que terá dito em tribunal 10 anos antes!
Fala-se em quantias avultadas pagas pelo artista para calar as vítimas e as suas famílias! 
Provas disso? Existem?
E eu pergunto-me, vocês pais que me lêem, aceitariam este tipo de suborno sabendo que os vossos filhos teriam sido molestados por um predador, por um pedófilo?
Vocês pais, mesmo tratando-se do rei da pop, deixariam os vossos filhos passarem dias e dias no rancho do cantor?
De quem é a culpa?
E, mesmo que seja verdade toda esta história? Só agora estes dois "abusados" decidiram voltar atrás no depoimento e desmentirem o que já afirmaram no passado?
Repugna-me por momentos pensar que possa estar a defender um pedófilo, contudo passados estes anos todos, não aceito que tentem denegrir a imagem de uma lenda! 
Por muitas suspeitas que existissem, por muito controverso que fosse o cantor, tudo isto a ser verdade deveria ter sido assumido na altura certa e não agora passado mais de uma década sobre a morte de Michael Jackson! 
Isto cheira-me a ganância, quererem ganhar mais uns trocos às custas de uma carreira deveras extravagante e ousada e não, não irei atrás das massas que começam a querer desligar-se da herança musical de um artista só porque alguém lembrou-se de passados estes anos todos, voltar atrás no depoimento e de querer manchar a memória do cantor!

publicado às 07:56

Manias...de gato!

por C.C., em 26.03.19

20190325_222730[826].jpgAprendi com o tempo que os gatos são de manias!
Se acham que devem tirar as bolotas da caçarola e comê-las do chão, é vê-los entretidos a brincar com a comida!
Se acham que devem colocar-se dentro da bacia na lavandaria e ali ficarem a dormir a sesta, passam dias e dias a repetir o mesmo! 
A nossa agora está nesta fase, nunca se colocou no cimo do sofá, mas parece que ultimamente é o que mais prazer lhe dá!
Adormece assim, muitas vezes por detrás de nós!
Só nos apercebemos com o ronronar de satisfação...
Também eu queria ter uma vida assim!

publicado às 07:30

A ponte de ajuda é bastante longa!

por C.C., em 25.03.19

1341003.jpg

É urgente ajudar Moçambique!
Estas são as palavras que nos entram ouvido adentro nos últimos dias!
É uma tragédia! Ainda se contam os mortos enquanto se cuidam dos vivos! Teme-se um acrescento abismal ao número de vítimas mortais! A cólera e a malária poderão ser uma realidade que só virá dificultar o estado actual do país!
Fico bastante comovido com as imagens que nos chegam do país e na minha cabeça apenas pairam as dificuldades de um povo que desde sempre viveram em condições de pobreza extrema e que com este desastre acabaram por perder o pouco que tinham!
Mais uma vez é preciso ajudar e eu quero ajudar!
Mas como?

Nós ajudamos o nosso povo aquando do flagelo dos incêndios que dizimou mais de 100 pessoas, ligamos para um número de telefone umas quantas vezes durante aquele célebre espectáculo afim de contribuirmos monetáriamente! Espectáculo este que, como união nacional acabou por me comover! Foi uma nação que se uniu e até mesmo os canais de televisão colocaram na altura as rivalidades de parte!
Eu ajudei...
Mas para onde foi o dinheiro que acabou por nunca chegar ao destino?
Quantos milhões estarão perdidos?
Eu contribuía todos os anos para o Banco Alimentar Contra a Fome, até que, percebi que muitos dos que a ele recorrem vivem melhor do que eu e tem carros de alta cilindrada estacionados à porta! Mas porque residem em bairros sociais acabam por ter direito a estes bens! 
Mas onde reside a lógica disto?
Eu tenho que andar a doar, com pena, porque outros precisam, para no fim perceber que existe uma enorme discrepância entre o que para uns é passar necessidades ou não?
Meus caros, ajudar através do nib da instituição A ou B, enviar bens alimentares, roupas e afins, que garantias nos dão que nesta ponte aérea entre Portugal e Moçambique muito do que enviamos não voará para os bolsos de terceiros?!
Temos assistido diariamente a notícias que me envergonham enquanto cidadão, estou completamente desacreditado em instituições e afins, porque afinal acabamos por perceber que os maiores corruptos são quem as gerem!
Eu não vou ajudar...enquanto não houverem garantias que as pontes de ajuda , efectivamente alcançam a sua finalidade!
Por enquanto prefiro ajudar uma instituição próxima com bens alimentares, mas para isso irei directamente ao local, entregar em mão, quando puder, quando quiser e se necessitarem!
Estou com Moçambique sim, as imagens que nos chegam das áreas devastadas são realmente tenebrosas! Ficarei à espera de ver os países a ajudarem como podem, como o envio de militares e toda uma panóplia de bens e serviços, contudo e individualmente não vou poder ajudar...a ponte é bastante longa!

publicado às 07:01

A Primavera

por C.C., em 23.03.19

20190323_113656[814].jpg

20190323_113704[813].jpg

Ainda não tinha dado as boas vindas à Primavera!
Confesso que apesar de gostar do Outono e da chuva de Inverno, também aprecio a estação do rebentar da folha e do Verão que vem logo a seguir!
Este ano já sentia na pele a falta que o bom tempo me faz...
Hoje de manhã fui caminhar aqui pelas redondezas, já vi algumas barracas na praia e muita gente de manga curta, estava quente! 
Deliciei-me com a paisagem, sempre bela, e com a temperatura fantástica que estava!
Vou ter saudades deste meu cantinho plantado à beira mar, mas também sei que não estarei assim tão longe e poderei vir visitá-lo sempre que quiser!
Bom domingo!

publicado às 20:00

Mudar de casa #3 - Aos poucos vai...

por C.C., em 22.03.19

20190316_184158[788].jpg

Aos poucos vai...mas ainda falta tanto!
Aos poucos vamos enchendo caixas e vamos transportando para casa da minha mãe!
Confesso que já levei tantas coisa, mas assim que volto a casa fico com a impressão que ainda não levei nada! A única 'divisão' que vai ficando vazia é a garagem de onde já tiramos material de campismo, bicicletas e as caixas com os enfeites de natal!
Hoje mesmo já vou tratar de contactar uma advogada para que me acompanhe no processo de compra do terreno, desde a realização do contrato de promessa compra e venda até ao acto da escritura! Um passo em frente como costumo dizer...porque este processo, juntamente com a venda efectiva deste imóvel ainda pode demorar cerca de três meses.
Agora vou tentar trabalhar na venda do mobiliário, pois receio que ao colocá-la num armazém durante todo o processo de construção, esta se deteriore mais rapidamente! Se conseguir negócio, melhor, senão que remédio terei eu de correr o risco.
E pronto, a sexta-feira chegou e com ela o meu último dia de férias! Passou tão rápida esta semana. Segunda-feira estarei de volta à rotina...
Bom fim-de-semana!

publicado às 11:30

Hoje Moçambique, amanhã...

por C.C., em 21.03.19

cyclone-idai.jpg

Poderia ser mais sensacionalista e partillhar aqui uma foto que evidenciasse dor, a dor de quem está a sofrer as consequências da passagem do ciclone Idai, contudo preferi antes mostrar a força...a força da natureza!
Aos poucos vamos pagando a factura de décadas e mais décadas em que a mão do homem nada mais fez do que destruir, o planeta, a nossa Terra! A poluição, o desmatamento, as queimadas, a destruição de habitats, o esgotar de recursos naturais entre outras atitudes tem dado origem aos desiquilibrios da natureza que responde com este tipo de desastres!
Nada justifica e nem autoriza o homem a agir como se tem visto, mas não só do homem comum podemos falar, até porque os grandes poderosos que muitas vezes defendem políticas de prevenção em contra partida não olham a meios no que toca a obterem lucros nem que para isso se continue a poluir o nosso ambiente!
No fim, quem mais sofre com a destruição do nosso planeta...somos nós!
Hoje Moçambique chora mais de 200 mortos, um número que se presume bem longe do real...
Amanhã poderemos ser nós!

publicado às 07:01

Onde ficam os sonhos

por C.C., em 20.03.19

b1477ffdbd091a7633cd399a03466e03.jpgQue nada nos roube a felicidade de planear e realizar!
A minha vida, de resto, igual a muitas outras, tem-se pautado pelo sonho e pela realização dos mesmos, sendo estes o que mais me move e me agarra à vida.
Por estes dias tenho partilhado convosco o desafio da venda da casa, das mudanças, da compra do terreno, um sonho antigo que felizmente ganhou pernas e embora numa fase muito inicial, encontra-se em curso!  E estes são sonhos que me motivam a continuar, a lutar por realizar...
Contudo por outro lado vem o medo!
Algum de vocês também sente o mesmo, o medo de não conseguir realizar, ou pior, o medo de já cá não estar para ver?
Eu penso muitas vezes nisso...
Ontem, enquanto percorria a cronologia das redes sociais, deparei-me com a notícia de que uma pessoa que eu conhecia e muito estimava morrera!
Conheci-o em contexto laboral e a nossa relação nunca passou disso, contudo sempre admirei a sua postura profissional, mais velho do que eu, simpático, deixava evidenciar ser uma boa pessoa! 
Depois do espanto ao ter conhecimento do seu desaparecimento, propus-me a procurar o que lhe causara a morte? 
Sabemos que em contexto de redes sociais, se procurarmos encontramos sempre a resposta ao que procuramos e descubro que este se sentiu indisposto ao acordar e que solicitou ajuda à esposa e filho mas estes de pouco lhe puderam valer! Fala-se em AVC...
O motivo real da morte, tanto faz, morreu, mas a mim o que me faz verdadeiramente confusão é o facto de isto se suceder com um homem novo (43), aparentemente saudável, aparentemente em excelente forma física!
Onde ficam os sonhos agora?
Não era expectável um miúdo em pré adolescência ficar orfão de pai, logo no dia do Pai!
Isto é normal? Não... É confuso!
E o meu medo é este mesmo, não sendo esperado que eu morra amanhã, contudo, não estou livre e com isto volto a perguntar-me!
Se eu morrer, onde ficam os sonhos?
Penso sempre no que poderá acontecer e na possível inviabilidade de os realizar!
Quero continuar a sonhar, mas cá estar sempre para os concretizar!

publicado às 07:01

Vinte e quantos?!

por C.C., em 19.03.19

383186f8f9c7c8cf87d159729508b5f2.jpg

Vinte e quantos?! Sim esta foi a questão que nos colocamos hoje enquanto tomávamos café...
Mas existe toda uma história que vem dos tempos de escola!
Ele foi um dos meus melhores amigos no ensino preparatório, conhecemos-nos corria o ano de 1991, entrávamos ambos para o 5ºano! A sério estou a sentir-me tão velho...
Fomos durante os cinco anos que frequentamos aquela escola, muitas vezes amigos de carteira, onde o ajudei nos testes e com os trabalhos de casa! O tempo que correu entretanto leva-me a esquecer muitas das memórias, muito do que vivemos na altura, contudo algumas fotografias que ainda hoje guardo, retratam bem a amizade que tínhamos e sinceramente, terá sido dos poucos que ainda recordo com saudade!
Entretanto em 1996 fomos separados, o ensino secundário levou-nos a tomar rumos diferentes e naquela altura o telemóvel era uma realidade que ainda não chegara a todas as bolsas e a internet uma miragem! Portanto mantermos contacto era complicado...
Raramente fomos tendo notícias um do outro, até que anos depois, já a trabalhar cruzo-me com a mãe dele que me dá o email do filho, para que retomássemos o contacto! 
Escrevi umas breves linhas, obtive resposta dele, mas encontrarmo-nos era  complicado até porque o tempo era escasso e a vida entretanto levara-o a tomar a decisão de emigrar!
Lembro-me de um ano ele ter vindo passar férias a Portugal e ter tocado à porta da minha mãe e ali estivemos a conversar um pouco, um pouco que...soube mesmo a pouco!
As pessoas que realmente nos foram e nos são importantes, não conseguimos mais esquecer, ficam ali naquele cantinho da nossa memória, intocáveis! Lamechas dizer isto, mas longe da vista, mas sempre perto do coração!
Já lá vão uns bons anos que dificilmente me esqueço do seu aniversário e aproveito sempre essa data para lhe enviar um email e perguntar como corre a vida e como está a família! Sim, porque casou e teve entretanto dois filhos!
No último aniversário questionei-o, para quando um regresso a Portugal, para que tomássemos um café ao que ele prontamente me responde que em Março viria cá! Pediu-me o meu contacto para que pudéssemos combinar alguma coisa!
Sinceramente, gostei do gesto na altura, mas pensei que fosse esquecer-se, até porque viria apenas por quatro dias!
Até que...
Até que hoje, enquanto dormitava no sofá, recebo uma mensagem no whatsapp, vinda dele, a convidar para um café dali a dez minutos! A sério? Lembrou-se?
Fiquei super contente com o gesto e prontamente aceitei!
O reencontro senti-o como se os anos passados fossem apenas minutos! Encontrei-o igual a ele mesmo, mais homem, mais responsável! Trouxe a esposa e os filhos para eu conhecer...
Tem uma família linda!
Como sempre a conversa acaba por trazer á baila os anos que se passaram!
Vinte e oito desde que nos conhecemos!
Estou mesmo velho...estamos!
Desta vez não ouvi a pergunta, se já casei, se tenho filhos, se...se...se!
Melhor assim! Não sei o que iria pensar...
Sei apenas que adorei aquelas duas horas na companhia deles e que vou querer que estes momentos se repitam!
Porque é muito bom ter amigos, verdadeiros!
E poder estar com eles é aproveitar para consolidar o que já por si só é indestrutível!
A nossa amizade!

publicado às 08:00

Domingo à tarde...

por C.C., em 18.03.19

20190317_153417[760].jpgNo primeiro dia de férias, ontem, após almoçarmos em casa de familiares, rumamos ao cais de Gaia! 
Quando por lá passo, não me canso de tirar sempre as mesmas fotos, à ponte D. Luís e à ribeira do Porto...tanta magia num sítio só!
E porque adoro este tema de Rui Veloso, deixo-vos com a letra da música que ele tão bem canta e dedica à cidade do Porto...

Porto Sentido

Quem vem e atravessa o rio
Junto à serra do Pilar
vê um velho casario
que se estende ate ao mar
 
Quem te vê ao vir da ponte
és cascata, são-joanina
dirigida sobre um monte
no meio da neblina.
 
Por ruelas e calçadas
da Ribeira até à Foz
por pedras sujas e gastas
e lampiões tristes e sós.
 
E esse teu ar grave e sério
dum rosto e cantaria
que nos oculta o mistério
dessa luz bela e sombria
 
Ver-te assim abandonada
nesse timbre pardacento
nesse teu jeito fechado
de quem mói um sentimento
 
E é sempre a primeira vez
em cada regresso a casa
rever-te nessa altivez
de milhafre ferido na asa

publicado às 08:00

Férias!

por C.C., em 15.03.19

summer-814679_960_720.jpg

Férias?!
Pois bem, dita a lei que o trabalhador tem o direito de escolher duas semanas de férias e o empregador poderá ou não escolher as outras duas semanas!
Sempre ouvi dizer isto, mas nunca o senti na pele, até que...
Ontem chegaram à minha beira e fizeram-me a proposta de gozar uma semana de férias!
Sinceramente não era o momento, até porque já tenho férias marcadas para Maio e pouco mais fico sem férias, mas analisando o momento mais baixo a nível de necessidades operacionais, resolvi aceitar!
Assim, em plena transição Inverno-Primavera, vou-me gozar do meu sofá durante uma semana, sim porque o tempo não está para praia e afins!
Nos poucos momentos em que tenciono deixar o sofá, vou aproveitar para ir embalando algumas coisas, na continuação das mudanças que estamos a viver!
Boas férias para mim, bom fim de semana para vocês!

publicado às 07:01

Enganaram-se no nome!

por C.C., em 14.03.19

original.jpg

Lembram-se de, no passado fim de semana ter dito que iria ao Eros Porto, o XII Salão erótico do Porto?!
Pois bem, compramos os bilhetes por internet, para evitar as filas e lá fomos nós!
Esta foi a nossa segunda vez no salão erótico, a última data de há dois/três anos e sinceramente não me recordo de ter saído de lá tão...incrédulo!
Então não é que constatei ao fim de algumas horas que a organização cometeu um grande lapso ao nomear este salão de erótico?
É que até houve erotismo, mas meus caros também houve pornografia pura e dura!
Que antigamente eles faziam shows privados e tinhamos que pagar para assistir, disso eu já sabia, agora assistir ali, assim, 'gratuitamente' a cenas de sexo ao vivo, perante uma multidão sedenta de mais e mais...isso eu não julgava ser possível!
Mas aconteceu, eu vi...
Eu vi, o erotismo de algumas meninas a provocarem alguns homens do público, eu vi um casal heterossexual 'oralmente' a satisfazerem-se! A sério? Era preciso? 
Pessoal nós temos internet para ver essas coisas!
Eu vi mais, eu vi dois homens em cima de um palco em pleno acto de prazer, com tudo a que ambos acharam ter direito! Estávamos perto do palco e eu olhava em volta, não imaginam a curiosidade de tantos casais heterossexuais atentos, sei lá, a tentarem perceber como se satisfazem dois homens!
Ainda não acredito que tal cenário foi possível numa feira, onde se vende todos os tipos de artefactos para aumentar a líbido dos casais, misturados com a comida que alguns stands ostentavam, como quem, já que não matam a fome de uma maneira, matem de outra!
A sério, nada do que eu disse aqui é mentira, contudo aceito que tal tenha sido possível, afinal numa feira destas não podem existir pudores, contudo não me revejo neste tipo de eventos, ainda mais quando nos oferecem sexo ao vivo!
Não me apanharão noutra de certeza...

publicado às 07:01

Os provérbios da minha mãe

por C.C., em 12.03.19

661938bd600a7d3bc305c2d7d49d8f1e--portugal-costume

Os provérbios são ditos populares que nos transmitem saberes triviais sobre a vida. Muitos deles foram criados na antiguidade, contudo estão relacionados a aspetos gerais da vida, por isso são utilizados até os dias de hoje.

Portanto pode ser até um pouco descabido dar como título a este artigo, os provérbios da minha mãe, mas a minha intenção é demonstrar quem foi que me ensinou tanta sabedoria popular!
A ideia de escrever sobre o tema, nasceu por estes dias quando findado o lanche, ela soltou um “merenda feita, companhia desfeita” e ao despedir-me dela, ao anoitecer, ainda lançou “vermelho na serra, chuva na terra”!
Regressei a casa nesse dia pensando nos inúmeros provérbios que já ouvi da boca dela ao longo da minha vida! Desde pequeno que estou habituado a isto em diversas situações do dia a dia, com um sentido lógico e bem pensado, sem atropelos, até porque como a própria sempre me disse “a pressa é inimiga da perfeição”!
Tão bom foi e ainda é aprender com a minha mãe que no alto dos seus 75 anos continua a ensinar-me muito da vida!
Quando comecei a viver a minha independência, se houve provérbio que ouvi vezes sem conta, talvez o mais importante, foi “na cama que farás, nela te deitarás”, receosa talvez pelo rumo que pudesse dar à minha vida, contudo ainda hoje acredito que nunca a desiludi.
Outros tantos provérbios tenho ouvido da boca dela, curtos e diretos, ela encontra sempre algum que se adeque a qualquer momento e situação!
Quando fiquei desempregado, a receber o subsídio, sempre preocupada não se cansava de me alertar que em relação ao dinheiro é preciso “guardar do riso prá chora”, e este não encontro nas minhas pesquisas de internet, muito embora a maioria dos provérbios sejam de autoria anónima, este talvez seja inventado pela minha mãe ou pelos seus antepassados! Não sei, mas ouço-a dizer isto aos meus irmãos também! A verdade é que ela viveu uma época que ainda conseguia poupar, talvez também pela noção da pobreza que viveu na infância, esquecendo-se que hoje em dia, os tempos são outros, a informação que temos é demasiada, a tentação também e resumidamente, torna-se muitas vezes impossível conseguir ter um bom pé de meia!
Bebo da sabedoria da minha mãe! Não a passarei aos meus filhos, não os tenho, mas posso sempre tentar aplicá-los no meu dia a dia!

publicado às 08:30

A tvi estreou

por C.C., em 11.03.19

Ontem a TVI colocou toda a carne a assar como quem diz apostou tudo para fazer face à programação da SIC que estreou "Quem quer namorar com o agricultor?"!
Assim a TVI resolveu não estrear um, mas sim dois reality shows, "Começar do zero" e "Quem quer casar com o meu filho?"!

Começar-do-Zero-TVI-Especial.jpg

O primeiro, Começar do zero, tem como objectivo despojar os concorrentes de todos os bens, iniciando mesmo a emissão completamente nus e estes vão ter de decidir diariamente aquilo que é mais essencial para a vida delas.

transferir.jpg

O segundo, Quem quer casar com o meu filho, apresentado por Leonor Poeiras, promete ajudar cinco solteiros a encontrar o amor das suas vidas. Mas estes solteiros não vão estar sozinhos nesta missão, já que as mães vão entrar em cena para ouvir e aconselhar da melhor forma os filhos.
Opinião:
Começar do zero na verdade não foi a estreia, mas sim uma breve apresentação de tudo o que podemos esperar! Eles estão mesmo nus!!!
No fundo a ideia original do programa, será mostrar até que ponto conseguimos viver alheados de todos os bens que utilizámos diariamente! Água quente?! Fogão? Quanto tempo conseguimos estar sem aceder às redes sociais? Ao telemóvel?
Sózinhos, os concorrentes terão de encontrar formas de se protegerem do frio, de arranjar de comer e concerteza superar desafios para reaverem aos poucos os seus bens que estão colocados num contentor! É vê-los nus a percorrer as ruas da cidade...
Só visto!
Admiro a loucura destes concorrentes para alinhar num programa destes! Admiro a coragem para começarem do Zero!
Quem quer casar com o meu filho, conduzido por Leonor Poeiras, começou por nos fazer uma breve apresentação dos concorrentes e das mães destes! Confesso, os filhos foram escolhidos a dedo!
Após entrada numa moradia, a cada filho/mãe são apresentadas cinco pretendentes, das quais no final do programa hão-de escolher uma das meninas para namorar...ou não!
Bem estas futuras sogras são do piorio, se bem que as pretendentes muitas vezes em nada tem a ver com o concorrente! É só rir... com as caras das sogras!
Ao fim do primeiro programa todos os concorrentes acabaram por eliminar uma das pretendentes!

E vocês acompanharam os dois programas?

publicado às 07:01

Eros Porto

por C.C., em 09.03.19

transferir.jpg

Hoje à noite vamos ao Eros Porto- XII Salão erótico do Porto, um programa diferente!
Não será a nossa primeira vez...
E vocês, já alguma vez foram a algum salão do género?

publicado às 15:15

Metes-me nojo

por C.C., em 08.03.19

Na-comarca-de-Caratinga-são-1600-inquéritos-em-a

Metes-me nojo!

Metes-me nojo como ser humano!

Sim tu...não imaginas o asco, o fastio, a náusea!
Tu que usas da força, ousas levantar a mão a um ser indefeso!
Tu que te lanças sobre um ser indefeso e despejas toda a tua raiva, digo-te, enfia essa raiva no...
Tu sabes bem onde a deverias enfiar!
Repugnas-me, porque não conseguiste controlar-te!
Causas-me repulsa, porque infelizmente agrediste!
És grotesco, bateste, pisaste, fizeste sangrar, mataste...
És um animal!
E tu sabes disso...
Mas não te envergonhas perante uma sociedade inteira que te acusa e recrimina!
És lixo, és podridão!
Não ousaste enfrentar um semelhante a ti, preferiste antes mostrar a tua força num ser indefeso!
Não viraste as costas, não procuraste ajuda, não pensaste sequer duas vezes, simplesmente mataste!
Mais uma vez, és lixo, não mereces sequer que falemos de ti, merecias antes apodrecer na prisão!
Justiça cega esta que não condena na mesma moeda!
Justiça cega que ainda ousa em dar-vos razão, como se matar ou simplesmente agredir uma mulher tenha uma desculpa plausível!
Sim tu ser ignóbil, metes-me nojo!
És um nojo!

 

No dia de todas as mulheres, um grito de revolta!

Basta! Basta de violencia doméstica!
Não podemos calar a voz!
Chega de silêncio!

publicado às 07:01

Aquele dia

por C.C., em 07.03.19

Sabem, aquele dia em que:

Não sabemos se é sim, se é não!
Não sabemos se é para a direita ou para a esquerda!
Ou até para a frente ou para trás!
Se é branco, se é preto!
Nem sequer sabemos se tem cor...
Sabem, aquele dia em que simplesmente nos sentimos um zero,
Um nada, um número apenas...
Sem apoio, sem recursos!
Cansado, muito cansado!
Sem rumo!
Sabem aquele dia, 
Que nem sequer deveria existir?
Pronto, esse dia é hoje!
Sinto-me assim...

publicado às 07:05

O mesmo caminho...

por C.C., em 05.03.19

matosinhos.jpg

Todos os dias o mesmo caminho!
Vá tenho de me corrigir, sempre o mesmo caminho sim, mas apenas quando vou trabalhar e se não for à boleia!
Para mim este é o caminho mais a direito e por o ser tenho obrigatoriamente que atravessar a famosa ponte móvel! 
Alguém sabe de que ponte falo? Esta é tão somente uma das maiores ponte móveis da Europa!
Para mim chegar cedo ao trabalho é uma obrigação, não só pelo prémio de assiduidade que ganho se não faltar e que é bem apetitoso, como também porque o estacionamento na zona a partir de uma certa hora é completamente impossível! Por isso opto por sair mais cedo de casa e aproveito o tempo livre para fazer umas horas extras quando me deixam, ou então para bebericar um café por lá perto!
Ir mais cedo também contempla como motivo esta famosa ponte que tal como hoje, resolveu abrir-se naquele momento em que eu me preparava para a atravessar! Esperei pelo menos cinco minutos que o barco passasse e para que esta se fechasse de novo. Desliguei o carro e lembrei-me, porque não tirar umas fotos a este nascer do sol por detrás destas gruas que servem a doca?
E pronto...foi o melhor que consegui!
A ponte entretanto fechou-se e segui o meu caminho!
Já descobriram onde estava?

publicado às 07:01

Mudar de casa #2 - Saudosismos

por C.C., em 04.03.19

honore-de-balzac-a-felicidade-so-cria-recordacoes.

Apesar de ainda ter muito tempo para as mudanças, a verdade é que aos poucos já ando a empacotar o que não fará mais falta e a transferir para o sotão em casa da minha mãe!
Na primeira e única (até agora) viagem que fiz neste sentido, transportei 4 caixas, uma com DVD's, outra com cd's (sabia lá eu quantos tinha, enquanto os colocava na caixa, acreditei por momentos que o armário não tinha fundo!), outra com capas de recibos de vencimentos e outros documentos que acho por bem guardar e depois uma última com todas aquelas coisas que um "caranguejo" de signo, gosta de guardar!
As chamadas recordações...
Sempre achei exagero as pessoas dizerem que quando mexem no baú, revivem com emoção situações do passado, vá, afinal não é exagero!
Naquela caixa, o que saltou à vista, a flauta que utilizei no meu 6º ano de escolaridade em 1992, onde arrisquei e percebi que ainda me lembrava de como se tocava a única música infantil que aprendi na altura, isto há 26 anos atrás! Ainda me lembro quem me ajudou como tocar flauta! Encontrei no meio de tanta história os bilhetes de cinema, das primeiras sessões a que fui com os meu 19\20 anos, mas estes foram para o lixo, não faz sentido hoje em dia! Vi e li algumas das inúmeras cartas que troquei com amigos de escola, ou com alguns correspondentes que tinha. Lembram-se da moda de ter amigos em todos os recantos de Portugal, escrevíamos cartas através de anúncios colocados em revistas e afins! Ainda cheguei a trocar cartas com muita gente!
Encontrei cartas de um familiar meu entretanto falecido! Tínhamos a mesma idade... Já lá vão 14 anos que partiu, inevitavelmente os olhos humederam-se.
E as inúmeras bugigangas que nos vão oferecendo ao longo dos anos e que por um motivo ou por outro faz sentido mantê-las guardadas? Os convites e as lembranças de casamento e baptizado que vamos recebendo dos amigos e família...
Tanta recordação numa caixa só, é verdade que consegui 'destralhar', guardar apenas o essencial, o mais importante, mas levo ainda tanto comigo!
Não é fácil mexer em recordações!

 

publicado às 07:20

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor



O Avesso...Facebook


Mensagens

Calendário

Março 2019

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31